vialgarve
Visite a nossa página vialgarve
quinta-feira, março 15, 2007
 
Semana IV - Assunto: "Ministro da Economia vai anunciar Projecto de Valorização do Algarve"
O Ministro da Economia e da Inovação, Manuel Pinho, vai presidir à inauguração oficial da segunda edição da feira de turismo “Algarve Convida”, no próximo dia 16 de Março, pelas 15 horas, no Pavilhão Atlântico, em Lisboa, onde irá anunciar o Projecto de Valorização do Algarve 2007 e a sua marca. Uma iniciativa do Governo português para a qualificação da região algarvia.Este projecto integra-se no âmbito do plano nacional de promoção turística, que engloba diversos eventos de grande impacto no domínio das artes, do desporto e da música e visa desenvolver nos turistas novas percepções sobre o principal destino turístico nacional e oferecer experiências enriquecedoras durante as férias.Após o encerramento da sessão, o município de Portimão divulga o guia de eventos para 2007 daquele concelho.

13/03/2007, in Turisver

************************************************************
Comentários:

Na minha formação em economia, e baseado no trabalho associativo, aprendi a lidar com o processo de definição de objectivos, análise empresarial e gestão de curto e médio prazo. Se bem que superficialmente, deu para hoje tentar usar esses conhecimentos, bem como outros, no meu dia a dia.

Quando estamos a lidar com uma organização ou marca há que pensar a marca a médio e longo prazo, definir objectivos e posteriormente delinear o caminho para lá chegar. Assim definem-se estratégias e medidas a implementar ao longo do tempo para chagar ao ponto pretendido. A imagem mais concreta deste processo são as mudanças de imagem dos bancos.

Na politica portuguesa em certos domínios isso já se observa. Há pouco tempo esteve na mesa do debate o pacto para a justiça, como uma clarificação do caminho a seguir para tornar a justiça mais célere, acessível. Para tal os dois maiores partidos juntaram-se numa definição dos passos a seguir nos próximos anos.

Este exemplo devia ser adoptado a mais domínios, onde incluo o turismo. Não falando das inúmeras alterações de caras, organizações e distribuição de competências que marcam de tempos em tempos o sector, esta reformulação periódica de imagem, mensagem não beneficia em nada o turismo algarvio. Uma estratégia concreta, assente em passos bem estudados, independentes da vontade politica do momento é necessária.

Isto não implica que não se ajustem e corrijam anualmente medidas e estratégias, mas sem por em causa o objectivo final. É necessário por o sector público a trabalhar com padrões de trabalho mais concretos e isentos das tendências politicas do momento.

Alexandre Costa
------------------------------------------------
Vamos ver no que dá...
Mas tem que ser o Governo central a anunciar em Lisboa a estratégia de promoção da nossa região?
Tudo o que a região conseguir em promoção será sempre positivo, mas estas campanhas deverão ser sempre articuladas com as entidades regionais de turismo, em especial a RTA e a ATA.

João Nuno Neves


Powered by Blogger

Weblog Commenting by HaloScan.com