vialgarve
Visite a nossa página vialgarve
terça-feira, julho 08, 2003
 
Ainda sobre o comércio tradicional...
Como portimonense, fico ocontente pela iniciativa da Associação Comercial, comentada aqui neste blog pelo JNN. Aliás, ela deveria extravasar os limites do concelho, e porque não, fazer cartilha para outros sítios.
Aceito a defesa do comércio tradicional. Porém, entendo que, e a avaliar pelo meu exemplo, se somos "forçados" a fazer, mais vezes, compras nas grandes superfícies (não pretendo afirmar que as mesmas não têm razão de existir), é porque o mesmo comércio tradicional tem deixado um terreno fértil e sem dono para os grandes espaços comerciais.
Os comerciantes, para além de serem choramingas (termo muito bem escolhido pelo JNN), têm que entender algumas coisas:
1º - Não são eles que concorrem directamente com uma qualquer grande superfície. Sozinhos, nunca o irão conseguir;
2º - É tempo de uma aposta clara no conceito da proximidade, na ideia de rigor e profissionalismo, como mais valias para fazer a diferença;
3º - Inovar. Esta palavra estranha significa que, tal como as pessoas, as matérias, os gostos, as modas e a maneira de estar, evoluem. Não podemos estar confinados a uma loja, com as mesmas coisas, indiferentes à passagem do tempo.
4º - Saber ter a tradição ao seu lado. Embora a tradição já não seja o que era, quem é que conhece melhor os gostos da Manuela, o tipo de calças do Pedro, a dificuldade da Rosa em arranjar roupa ou o gosto radical do António?
5º - Conceito bairrista (o mais polémico)! Se fossem capazes de ter uma efectiva união de interesses, salvaguardando o espaço de cada um e uma salutar competitividade comercial (não se leia agressividade no mau sentido), poderiam ambicionar uma defesa mais eficaz da sua missão e das suas potencialidades. Mas aqui, infelizmente, fala mais alto um certo tipo de egoísmo. Não vá o outro descobrir os nossos pontos fracos...
Acredito que muito mais haverá por fazer. Contudo, já é um bom sinal, ver alguns jovens fazerem a apologia do conceito do comércio tradicional, não usando um discurso hipócrita e/ou fundamentalista, mas optando por realçar o que de melhor o comércio tradicional tem. Sinais do tempo???

Powered by Blogger

Weblog Commenting by HaloScan.com